Make your own free website on Tripod.com
Fontes informativas não acadêmicas

A Serra do Vulcão é um famoso ponto para salto de vôo livre, localizada aproximadamente 3.8 km ao oeste da área de rochas vulcânicas. A Serra do Vulcão é freqüentemente confundida pelo público em geral com o vulcão hipotético de Nova Iguaçu.

Fontes não acadêmicas
      As fontes informativas não acadêmicas, tais como artigos de jornais, programas de televisão e informativos de internet, têm poderosa capacidade de divulgação, sendo principais fontes de informação para o público em geral. Entretanto, alguns artigos estão de acrodo como a preferência popular, sendo altamente tendenciosos e sensacionalistas, sem base científica. Certas páginas têm objetivos claros de incentivar atividades comerciais e turísticas da região, colocando incondicionalmente a hipótese do Vulcão de Nova Iguaçu como se fosse a única opinião existente nas comunidades científicas. Obviamente, esses não são classificados como informações científicas. Para verificar a veracidade das infromações, referem-se as pesquisas científicas, tais como periódicos científicos, periódicos de divulgação científica e apresentações nos congressos e simpósios.

1. Artigos de Web em geral

Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu
Wikipedia Vulcão de Nova Iguaçu.
Wikipedia Nova Iguaçu.
Wikipedia Mendanha.
CREA-RJ 2004.

2. Programas de televisão

Rede Globo 2005 Vulcão brasileiro. Entrevista do geólogo André Calixto Vieira. Jornal Hoje. 11 de junho de 2005.

Rede Globo 2005. Ele reina absoluto. Entrevista do geólogo André Calixto Vieira. Jornal Hoje. 18 de junho de 2005.

3. Vulcão e petróleo, Quo Vadis ?
      Alguns jornais informaram que um vulcão existente em Nova Iguaçu, inativo há 72 milhões de anos, poderá ajudar a Petrobras a identificar novas jazidas de petróleo no estado e gerar ganhos em exploração sem precedentes para o setor petrolífero. Recentemente, tais artigos estão sendo retirado da Web.

Jornal do Brasil, 2005. Pesquisa da UERJ pode descobrir novas jazidas de petróleo. Entrevista do geólogo Mauro Geraldes, 25 de abril de 2005.

Jornal Saber Ciências, 2005. Vulcão em Nova Iguaçu: Estudo indica possíveis jazidas de petróleo. Entrevista do geólogo Mauro Geraldes. Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, Ministério de Ciências e Tecnologia, Rio de Janeiro. 3 de outubro de 2005.

RESAM 2005. Uma revista virtual de petróleo, 25 de abril de 2005.

4. Campanha contra mineração
      Município de Nova Iguaçu tem dois recursos minerais não metálicos, que são raros e com importante aplicabilidade industrial: 1) álcali sienito para agregado; 2) nefelina sienito para rocha ornamental. Os artigos abaixo apresentados foram utilizados para a campanha contra uma mineração acima citada. Esses têm o mesmo conteúdo, sendo cópicas do artigo publicado na Folha de São Paulo, 03 de janeiro de 2005, com base na entrevista do geólogo André Calixto Vieira. Entretanto, esses contêm severos equivocos indubitáveis (refere-se periódicos científicos), tal como a idade geológica do magmatismo. As expressões "extinto há 40 milhões de anos", "único vulcão brasileiro", "intactos a cratera e o cone" apareceram neste artigo. Conforme a campanha, a mineração foi, uma vez, interditada. A operação foi reaberta com base no relatório técnico do Projeto TAC. A informação foi copiada e re-copiada por várias páginas de Web, inclusive os severos equivocos. Os artigos da própria campanha estão em retirada, porém suas cópias estão proliferando na Web, principalmente dos grupos de promoções turísticas.

Ministério de Ciência e Tecnologia, 2005. Pedreira destrói único vulcão intacto do país. JC e-mail, MEC, 2679, 03 de Janeiro de 2005,

SBPC 2005. Pedreira destrói único vulcão intacto do país. Jornal da Ciência, SBPC/MEC, 03 de Janeiro de 2005

FUNDEP 2005. Pedreira destrói único vulcão intacto do país. Boletim da FUNDEP, 04 de Janeiro de 2005,

FAPERJ 2005. Vulcão de Nova Iguaçu está sendo destruído por uma pedreira. Boletim da FAPERJ, 19 de janeiro de 2005.

Renorno à página principal